Tribal

Grupo da disciplina de Sociedade, Cultura e Tecnologia

Texto Lessig

A desvantagem mais trabalhosa para quem quer autorização para usar algum produto de alguém é conseguir achar esse alguém, esse processo muitas vezes é até mais difícil que conseguir propriamente a autorização pra usar o produto, visto que, como cita Lessig, ainda não existe um banco de dados eficiente para se localizar os donos de copyright.

O conceito do “uso justo” diz que você não precisa de permissão para copiar, ou seja,há um apoio a cultura livre. Mas como no exemplo citado no texto – no qual a emissora de TV americana FOX pede que para que o documentarista Jon Else utilize 4 segundos de imagens do seriado Simpsons em seu documentário ele teria que pagar 10 mil à emissora – vemos que na prática é diferente. Há um mau uso ou uso abusivo desses direitos, e como ainda não há uma norma reguladora que fiscalize cada criador em relação ao uso do copyright, cada um utiliza a “proteção” da forma que quer.

O Creative Commons é um amenizador do copyright, através dele, o criador pode definir alguns critérios de uso da sua criação, como seu uso comercial ou não comercial. A diferença principal é que no copyright,” todos os direitos são reservados”, enquanto a licença do Creative Commons prevê apenas “ alguns direitos reservados”.

Anúncios

No comments yet»

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: